A VERDADEIRA LIBERDADE RELIGIOSA

Abril 2, 2010

Eu trabalhei em uma empresa de pesquisa de mercado cuja dona era fortemente católica. Todo dia, de manhã, havia uma reza, e ninguém era obrigado a participar, mas como a grande maioria participava, e como era uma vontade da chefe, todos ficavam constrangidos de não participar. Não deveria ela ter a sensibilidade de não fazer isso, e respeitar aqueles que não acreditam na sua religião, ao invés de praticamente impor isso, implicitamente?
Um amigo meu, na sexta-feira de Páscoa, me perguntou : “Você não comeu carne hoje, né?”. Eu disse que não, mas que como eu não acredito na Igreja Católica, eu poderia muito bem comer. Ele disse : “Você não acredita, mas respeite quem acredita.” Então eu teria que seguir todos os rituais da Igreja Católica, mesmo não sendo católico, só em respeito a quem acredita nisso? E as outras religiões? Eu teria que seguir todos os rituais delas também, apenas em respeito a quem acredita nelas? Além de impossível, isso é totalmente contraditório.
Com argumentos parecidos com o do meu amigo, a Igreja criticou a idéia de proibir símbolos religiosos em prédios públicos. Aquelas cruzes que vemos nos tribunais, e coisas semelhantes. Da mesma maneira, igrejas evangélicas usam o argumento da liberdade religiosa para justificar os milhões de reais que recebem do governo (eles recebem como organizações sociais, como organizações religiosas, e por aí vai, ganhando mais dinheiro do governo do que todo mundo). Isso é uma inversão completa das coisas: eles que estão impedindo a liberdade religiosa do cidadão de querer ir em uma instituição pública e não sentir a influência de uma igreja que há alguns séculos queimava pessoas vivas, como fazem os terroristas hoje. Eles é que estão impedindo a liberdade religiosa do cidadão que dá muito dinheiro para o governo, em forma de impostos, e recebe pouco em troca, enquanto o governo repassa esse dinheiro para que templos enormes sejam construídos. E são eles que não respeitam a liberdade religiosa alheia quando apontam o dedo para você, seja porque você bebe, porque faz sexo antes do casamento, ou quando come carne na sexta-feira de Páscoa.
Em um jornal estudantil em San Diego, Califórnia, Estados Unidos da América, vi uma crítica agressiva aos muçulmanos. O escritor era agressivo demais, eu achei um absurdo as provocações que fazia, mas falou algumas verdades. Ele disse tem o direito de fazer charges usando a imagem de Maomé, simplesmente porque ele não acredita no islamismo. Tirando toda a questão do conflito entre muçulmanos e o mundo ocidental, e tirando o fato de que essas charges e o texto desse escritor só contribuem para esse conflito, ele estava certíssimo. Se VOCÊ acredita nisso, você é quem não deve desenhar charges sobre Maomé. Não tente impor isso a mim. Sua liberdade vai até onde começa a do próximo.
Esses são apenas alguns dos milhares de exemplos de como os religiosos tentam impor suas crenças a todo mundo, com muita prepotência, com ares de quem sabe a verdade e quer te trazê-la (ou melhor, te forçar a enguli-la). Desde o Testemunha de Jeová que bate à sua porta, até o crente que te condena porque você bebe, fuma, ou sei lá mais o que. Eu adoro meditação, e simpatizo com muitas coisas do budismo, mas não é por isso que saio por aí impondo às pessoas que meditem.
Você pode dizer que a intenção deles é boa, eles querem induzir o mundo a fazer aquilo que acham bom. Mas a minha intenção também é boa, eu quero induzir o mundo a párar com tanta estupidez, que só causa problemas. A parar com tanta contradição. Lembremos que os mesmo povo que crucificou Jesus impôs a religião católica depois de alguns anos. Em outras palavras: se enxerguem antes de vir apontar o dedo!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: