SERÁ QUE O LADRÃO E A PROSTITUTA ESTÃO ENTRE OS PROFISSIONAIS MAIS ÉTICOS DO MUNDO CAPITALISTA?

Junho 5, 2009

Qual a diferença entre o pastor, a mulher interesseira, a prostituta e o ladrão? O ladrão e a prostituta são mais sinceros, você sabe o que eles querem.  Na verdade, se você pensar bem, grande parte dos profissionais, em todas áreas, são menos sinceros do que o ladrão e a prostituta, e só querem seu dinheiro, lhe dando em troca nada ou até mais prejuízo. Se um médico te receita um remédio só para fazer moral com os laboratórios que pagam viagens e jantares a ele, e esse remédio lhe causa efeitos colaterais, talvez fosse melhor ele apenas te assaltar. Se uma indústria fabrica produtos poluidores, prejudiciais à saúde, e que poucos ou nenhum benefício trazem às pessoas, ela está fazendo pior que um roubo.

E aquele segurança da rua que obriga você a pagá-lo apenas para não assaltá-lo, exatamente como fazia a máfia, e como fazem traficantes, milícias, e outros “agentes extra-oficiais de segurança”, ou mesmo os agentes oficiais de segurança, especialmente em governos como o de Bush, ou de muitos ex-governadores de São Paulo. Eles não cobram para não assaltá-lo,  eles apenas usam a desculpa da segurança pública para passar em cima de direitos humanos, violar liberdades individuais (como fez Bush), e, é claro, para você votar neles. A política do medo, ou melhor, a indústria do medo. Assim como temos a indústria da doença (que prefere ser chamada de indústria da saúde). E como aquele famoso caso do psicólogo que deixa seu paciente viciado, precisando dele. Como o traficante e a indústria de tabaco (que inclusive utiliza macacos para fazer pesquisas e descobrir um cigarro mais viciante).

Sendo assim, a prostituta é uma das profissionais mais honestas que existe. Ela atende uma necessidade real, e não inventada por marketing abusivo, e muitas vezes cobra um preço justo. E mesmo o ladrão ou traficante não são muito piores, talvez sejam até melhores, do que muitos profissionais “honestos e trabalhadores” que existem por aí….

Não estou generalizando. Em toda profissão, inclusive entre os “representantes de Deus”, ou seja, as Igrejas, existem pessoas muito éticas….Mas existe também esse lado negro, não podemos negar.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: